Serra Catarinense. Sábado, 24 de Junho de 2017
Celinho Casas do Araucária
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

Correio Lageano - Diversos formatos para anunciar

:: 16/04/2014 | Famosos

Censurada no SBT, Rachel Sheherazade pode ser contratada pela Band

Censurada no SBT, Rachel Sheherazade pode ser contratada pela Band

Texto:

São Paulo, 16/04/2014, Mídia News e Famosidades

 

 

 

A jornalista Rachel Sheherazade comentou com colegas do SBT, logo após reunião com a cúpula da emissora, à tarde, que pensou que seria demitida. A jornalistas do SBT Brasil, ela afirmou que "saiu barato" ter sido apenas censurada.

 

 

Logo após a reunião entre Sheherazade com José Roberto Maciel (vice-presidente do SBT) e Marcelo Parada (diretor de jornalismo), o SBT emitiu nota oficial comunicando que a jornalista e seu colega de bancada, Joseval Peixoto, não irão mais emitir opiniões pessoais nos telejornais da emissora. O SBT irá se manifestar apenas via editoriais, quando achar necessário.

 

 

 

Na nota, o SBT afirmou que Sheherazade e Peixoto não farão mais comentários para preservá-los "em razão do atual cenário criado recentemente", mas o Notícias da TV apurou que a medida foi tomada sob pressão do Governo Federal.

 

 

 

 

Há duas semanas, Marcelo Parada se reuniu em Brasília com o ministro da Secretaria de Comunicação Social, Thomas Traumann. Na ocasião, Traumann manifestou desconforto com os comentários de Sheherazade. O ministro controla as verbas do Governo Federal, que investe cerca de R$ 150 milhões em publicidade por ano no SBT.

 

 

 

Em entrevista ao Notícias da TV,, por telefone, Rachel Sheherazade afirmou que não acredita que tenha sido vítima de censura e diz que continuará emitindo comentários por outros meios, como a internet. Mais tarde, por e-mail, a jornalista reforçou sua opinião: "Posso usar as redes sociais para continuar fazendo o que eu fazia no horário nobre: colocar o dedo na ferida. Quando e se a emissora quiser minhas opiniões, volto a falar".

 

 

 

O SBT não confirma que teve pressão do governo federal para cortar os comentários de Rachel Sheherazade. A Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República não respondeu até o fechamento deste texto.

 

 

 

Após ter seus comentários vetados no "SBT Brasil", Rachel Sheherazade deve trocar a emissora da Anhanguera pela Band em breve. Isso porque a família Saad, fundadora do Grupo Bandeirantes, mostrou interesse em ter a apresentadora em seu time de jornalistas, de acordo com o colunista Flávio Ricco.

 

 

Além disso, a possível contratação de Rachel estaria sendo vista como uma 'compensação' pela saída de Danilo Gentili, em 2013.

 

 

 

Foto:Reprodução

    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários