Serra Catarinense. Quarta-feira, 16 de Abril de 2014
Click do Leitor
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central de Vendas Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

CLMais Turismo

:: 28/09/2011 | Cultura

Fundação Palmares vai premiar iniciativas culturais que deem destaque à cultura afro-brasileira

Fundação Palmares vai premiar iniciativas culturais que deem destaque à cultura afro-brasileira

Texto:

Rio de Janeiro, 28/09/2011, Agência Brasil

 

Atores, dançarinos e artistas plásticos que dão destaque à cultura afro-brasileira em suas produções podem começar a se preparar para concorrer ao Prêmio Nacional de Expressões Culturais Afro-brasileiras deste ano. A segunda edição da iniciativa, criada no ano passado, será lançada hoje (28) no Rio de Janeiro, pela Fundação Cultural Palmares.

 

 

As premiações deste ano somam R$ 1,1 milhão, valor que será divido entre os 20 projetos ganhadores em três categorias (artes visuais, dança e teatro). Os organizadores determinaram que, entre os vencedores, seja respeitada a divisão de quatro contemplados em cada região brasileira. Segundo Martvs das Chagas, diretor de fomento da Fundação Cultural Palmares, a distribuição garante que as manifestações aconteçam em todo o país.

 

 

“O subproduto do prêmio é talvez mais importante que o prêmio, que é fazer com que a cultura negra se movimente e crie condições de se afirmar cada vez mais no cenário nacional. Os artistas negros, no Brasil, ainda têm dificuldade de projetar e demonstrar os seus trabalhos apesar de a cultura negra ser a mais forte na criação da identidade do país”, avaliou Martvs.

 

 

Diferentemente da primeira edição, este ano apenas pessoas jurídicas, com ou sem fins lucrativos, poderão participar. Os projetos podem ser ou não inéditos, mas precisam ter sido concretizados ou reapresentados ao longo de 2011.

 

 

“São aqueles projetos que valorizem a contribuição histórica da cultura negra, no país, o que não quer dizer que não possam ter não negros participando. Pode ser de uma apresentação de congado, feita de forma inovadora e inusitada, a um artista plástico que retrata algumas passagens da história do negro no país”, explicou o diretor.

 

 

Martvs explicou que os interessados poderão se inscrever a partir do próximo dia 10 de outubro. Com o encerramento das inscrições, em 28 de novembro, terá início a seleção dos melhores trabalhos por uma comissão formada por seis pessoas, entre artistas e autoridades culturais. Os vencedores só serão anunciados no final de março do ano que vem.

 

 

No ano passado, a Fundação Palmares recebeu mais de mil inscrições. Foram selecionados 111 projetos de teatro, 118 de dança e 181 de artes visuais. O estado que mais inscreveu projetos foi São Paulo (143), seguido por Rio de Janeiro (133), Bahia (84) e Minas Gerais (80).

 

 

“Esse prêmio cria oportunidades, dá visibilidade e permite que outros criem condições de apresentarem seus trabalhos”, disse Martvs das Chagas.

 

Foto: Divulgação/Ilustrativa

Comentários

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha. Caso não tenha cadastro, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

  • (*) Campos obrigatórios.

Últimos Comentários