Serra Catarinense. Sábado, 18 de Novembro de 2017
Anuncie Classificados Correio Lageano
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

Participe da Revista Essencial Corrreio Lageano

:: 30/06/2010 | Cultura

Arqueólogos encontram túmulo do faraó Seti I do Egito

Arqueólogos encontram túmulo do faraó Seti I do Egito

Texto:

Cairo, 30/06/2010 (EFE)

 

 

Uma missão de arqueólogos descobriu no Vale dos Reis, na cidade de Luxor, o último trecho de um corredor subterrâneo que conduz ao túmulo do faraó Seti I, pai de Ramsés II e que reinou no Egito entre 1314 e 1304 antes de Cristo.


O Conselho Supremo de Antiguidades (CSA) anunciou nesta quarta-feira em comunicado que a descoberta aconteceu após uma busca que durou aproximadamente 200 anos nesta zona de Luxor, a cerca de 600 quilômetros ao sul do Cairo.


Foi a primeira vez na qual os arqueólogos conseguem descobrir totalmente um corredor escavado nas rochas de até 174,5 metros de longitude, que leva a um túmulo de 98 metros de profundidade, segundo o secretário-geral do CSA, Zahi Hawas.


Dentro do corredor, os arqueólogos encontraram peças de cerâmica que datam da dinastia XVIII (1569-1315 a.C.), escadas decoradas com inscrições e a maquete de um barco.


Durante as escavações, os arqueólogos encontraram, além disso, outro corredor de seis metros de comprimento e cuja entrada tem inscrições que contêm as instruções dadas pelo arquiteto aos operários responsáveis pela construção.


A construção do primeiro corredor principal foi suspensa com a morte de Seti I, após a qual Ramsés II começou a construir um túnel igual dentro de sua própria tumba.


O corredor que conduz ao túmulo de Seti, já descoberto, foi encontrado em 1817 pelo aventureiro italiano Giovanni Belzoni, que conseguiu passar pelos primeiros cem metros deste túnel.


Entre 1903 e 1908, o arqueólogo britânico Howard Carter, que descobriu o túmulo de Tutancâmon em 1922, restaurou a entrada do corredor, cuja escavação foi contínua ao longo dos anos até agora.

 

 

Foto: (EFE)

    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários