Serra Catarinense. Domingo, 20 de Abril de 2014
Click do Leitor
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central de Vendas Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

CLMais Variedades

:: 08/08/2012 | Brasil

MTur e governo estadual buscam solução para poluição das praias de São Luís

Texto:

São Luís (MA), 08/08/2012, ASCOM

 

 

Representantes do Ministério do Turismo e do Governo do Maranhão reuniram-se na última segunda-feira (06), em São Luís, para discutir soluções para a poluição das praias da capital maranhense. Uma das possibilidades levantadas durante o encontro foi a de se estabelecer parceria entre os governos federal e estadual para promover a despoluição da área litorânea, um dos principais atrativos turísticos da cidade.

 

 

 

A agenda reuniu o secretário Nacional de Programas de Desenvolvimento do Turismo, Fábio Mota, o diretor de Programas Regionais de Desenvolvimento do Turismo, Carlos Henrique Sobral, e o assessor especial, Mauro Formiga, do Ministério do Turismo, com o secretário de Meio Ambiente, Vitor Mendes, o secretário de Turismo, Jurandir Filho, e o presidente da Companhia de Saneamento Ambiental do Maranhão (Caema), João Reis Moreira Lima.

 

 

 

Segundo o secretário Fábio Mota, o governo do Maranhão deve enviar até o fim desta semana documentos e laudos sobre o impacto da poluição das praias da capital para o turismo e também para a saúde pública. “São Luís é um dos 65 destinos indutores do Brasil e completa 400 anos em setembro. Vamos estudar a possibilidade de fazer intervenção nos principais focos de contaminação para tentar diminuir o índice. Já fizemos isso em algumas cidades e foi muito positivo. Sabemos que o prejuízo econômico e turístico é enorme”, afirmou.

 

 

Vitor Mendes esclareceu que o problema de saneamento e esgoto da capital é antigo. “Sabemos da urgência de solucionar a questão. Estamos buscando apoio no governo federal para que possamos melhorar o tratamento de água e esgoto o mais rápido possível. É um processo demorado, pois há anos convivemos com isso”.

 

 

 

O presidente da Caema informou que o Projeto Executivo com as implantações de estações de tratamento de esgoto em pontos chave da capital já foi aprovado na segunda etapa do Programa de Aceleração do Crescimento (PAC). “Precisamos agora criar recortes para atender todas as pendências. Em médio prazo, queremos ter 90% da água e do esgoto tratados”, explicou.

 

 

 

Para Jura Filho a demanda é urgente e merece atenção do governo federal. “Nossos bares, restaurantes, agências de viagens e hotéis perdem muito com a diminuição de turistas em função da falta de balneabilidade das praias”, acrescentou. Ele ficou responsável por reunir as informações necessárias para que o Ministério do Turismo analise o pleito.

 

 


Foto: Divulgação

  • MTur e governo estadual buscam solução para poluição das praias de São Luís

Comentários

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha. Caso não tenha cadastro, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

  • (*) Campos obrigatórios.

Últimos Comentários