Serra Catarinense. Terça-feira, 29 de Julho de 2014
CL+
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central de Vendas Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

CLMais Variedades

:: 19/04/2011 | Lages

Feriado é sinônimo de alta temporada para hotéis-fazenda

Feriado é sinônimo de alta temporada para hotéis-fazenda

Texto:

Serra Catarinense, 20/04/2011, Correio Lageano

 

O feriadão se aproxima e os hotéis-fazenda da Serra ficam cheios. Os visitantes vêm de outras regiões do Estado e até de mais longe para passar os dias na tranquilidade da vida em meio a natureza.

 

Nas pousadas rurais de Lages, não há mais vagas para passar os quatro dias do feriado prolongado da Páscoa. Os hotéis oferecem atividades típicas da vida no campo com simplicidade e aconhego.

 

“Faz um mês que as vagas estão lotadas. Os feriados são datas concorridas e a procura se antecipa. Já tivemos reservas no mês de janeiro”, diz a gerente do Hotel Fazenda do Barreiro (em Urupema), Marlene Borges.

 

Segundo ela, a maioria dos hóspedes são de cidades do litoral. Mas também há pessoas de outros estados como São Paulo. “O movimento não chega nem perto no inverno, mas as pessoas já estão procurando o turismo rural no verão e em todos os feriados lota”, diz Marlene.

 

Na Páscoa, o hotel oferece gincana para as crianças. Entre as atividades comuns em pousadas rurais estão as cavalgadas, trilhas, caminhadas, banho de rio, passeios de charretes, além de escalada e rapel. Marlene diz que esse ano a procura foi maior e mesmo depois de lotado, ainda atende a cerca de 50 solicitações ao dia.

 

“Acontece de crianças virem aqui sem ter conhecido um animal ou um rio. Tem tranquilidade e as pessoas não se dão conta do que vão encontrar. Quando vêm, ficam deslumbradas com a natureza da Serra”, revela a gerente.

 

O vice-presidente do Sindicato de Hotéis, Restaurantes, Bares e Similares de Lages, Miguel Arcanjo Batista, esclarece que a movimentação nos feriados acontece apenas em hotéis de turismo rural.

 

“Nos hotéis da área urbana acontece o inverso. Há uma queda grande na taxa de ocupação porque não tem eventos na cidade nessa época e são os eventos que movimentam o turismo urbano”.

 

Na pousada do Serviço Social do Comércio (Sesc), 80% da ocupação é de comerciários. Segundo o gerente Claudio Renato de Souza, há fila de espera. No Hotel Fazenda Boqueirão, faz mais de 40 dias que não há mais vagas.

 

Segundo a proprietária da Fazenda Pedras Brancas, Sonia, Gamborgi, a procura dobrou esse ano. “Se tivéssemos mais leitos, eles já teriam sido ocupados”, afirma.

 


Quanto custa se hospedar nos hotéis-fazenda da região?

 

A Fazenda do Barreiro tem capacidade para 60 pessoas e o pacote para os três dias sai por R$720 por pessoa. Na Pousada do Sesc, a diária para o casal com pensão completa fica por R$191 para comerciário e R$269 para usuário.

 

De acordo com o assistente administrativo do Hotel Fazenda Boqueirão, Eber Soares, os hóspedes são de fora da cidade. Ele diz que para conseguir vagas é preciso que as reservas sejam feitas até o Carnaval.

 

A capacidade é para atender até 120 hóspedes. O valor da diária fica em torno de R$400 para o casal. Na Fazenda Pedras Brancas, a diária fica por R$250 por pessoa e a capacidade é para 100 pessoas.

 


Localização

 

A Fazenda Barreiro fica a 45 km de Lages, da SC438 km 43 em direção a São Joaquim.
A Pousada Rural do Sesc está na SC-425, Km 4,5. Rincão Comprido, na Zona Rural do Distrito de Índios. O Hotel Fazenda Boqueirão fica na BR-282 Km 225, na saída para São José do Cerrito. O Hotel Fazenda Pedras Brancas fica na SC-438, no Km 10.

 

Foto: Divulgação

Comentários

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha. Caso não tenha cadastro, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

  • (*) Campos obrigatórios.

Últimos Comentários