Serra Catarinense. Terça-feira, 21 de Novembro de 2017
Anuncie Classificados Correio Lageano
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

Mídia Kit diversar formas de anunciar

:: 12/09/2017 | Lages

Mudanças no projeto de lei estadual Caminhos da Neve

Mudanças no projeto de lei estadual Caminhos da Neve

Texto:

Serra Catarinense, 13/09/2017, Correio Lageano, por Camila Paes

 

 

Amures e deputados da Assembleia Legislativa de Santa Catarina discutem alterações no texto original

 

 

O deputado catarinense Milton Hobus (PSD) é autor do projeto que cria a Rota Turística Caminhos da Neve, ligando os estados de Santa Catarina e Rio Grande do Sul. No projeto, a rota passaria pelos municípios de São Joaquim, Urubici, Urupema e Bom Jardim da Serra, mas a Associação dos Municípios da Região Serrana (Amures) sugeriu uma emenda substitutiva global, que pretende incluir as cidades de Bocaina do Sul, Painel, Bom Retiro, Lages e Rio Rufino. Na tarde desta terça-feira (12), o Conselho de Turismo da Serra Catarinense (Conserra) se reuniu para discutir a atualização do projeto de lei. 

 

 

Anteriormente, o deputado Marcos Vieira (PSD) já tinha sugerido o acréscimo de uma emenda que incluía os municípios no projeto. Entretanto, o próprio autor do projeto, Milton Hobus, sugeriu a emenda substitutiva que, em vez de ser apenas um acréscimo ao texto original, o substituiu em sua totalidade. Desta forma, para que o projeto seja aprovado, ele precisará passar novamente pelas comissões e o processo pode demorar mais dois meses. A discussão da alteração ocorreu nesta terça, na Assembleia Legislativa, mas até o fechamento da edição, não havia uma resposta sobre a mudança.

 

 

Outras cidades devem ser incluídas 

A turismóloga da Amures, Ana Vieira, é defensora do acréscimo da emenda substitutiva global, já que outros municípios da região serrana também são rotas de turistas de diversas regiões do país. 

 


Importância_ Por causa disso, ela afirma que não podem ser deixados de fora de um projeto que visa ligar dois estados e, principalmente, as duas regiões serranas que atraem turistas em buscas de destinos que ofereçam atrativos parecidos. “As Serras Catarinense e Gaúcha tem similaridades, se interligam pelas características de clima frio e cenários”, acrescenta Ana.

 


Além disso, ela explicou que o Conselho de Turismo da Serra Catarinense (Conserra), também defende essa alteração e que, com ela, será possível buscar qualificação turística para os municípios, regulamentar a legislação específica e dar benefícios e incentivos para as empresas públicas e privadas.

 


A secretária de Turismo de Bom Jardim da Serra, Maria Lúcia Vieira Machado, explica que o projeto vai favorecer o município na parte econômica. Durante o inverno, a cidade já chegou a receber 17 mil turistas. O secretário de Turismo de Urupema, Ronei Pagani de Arruda, explica que é importante que o projeto contemple outros pontos, como a estrada que liga Rio Rufino a outros municípios.  A secretária de Turismo de Urubici, Elisa Wypes Santana de Liz, acrescenta que o Caminhos da Neve tem grande relevância no encurtamento de distâncias entre as duas serras e que ele é ideal para a melhora do turismo na região, entretanto, muitos trechos apresentam problemas estruturais e o prazo de conclusão desse trajeto pode ser demorado.

 

 

Foto: Vinicius Prado/ArquivoCL

    • Mudanças no projeto de lei estadual Caminhos da Neve
      ?Rodovia SC-114 já é conhecida como Caminhos da Neve
    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha. Caso não tenha cadastro, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários