Serra Catarinense. Segunda-feira, 22 de Setembro de 2014
Vestibular de verão Udesc
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central de Vendas Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

:: Negócios > Notícias

Produtos da agricultura familiar

Texto:


Produtos da agricultura familiar Clique para ampliar

Serra Catarinense, 04 e05/08/2012,Correio Lageano

 

 


Produtos da agricultura familiar da Serra Catarinense terão selo denominado “Sabor Serrano” e ganharão o mercado nacional

 

 


O prefeito de Lages, presidente do Consórcio Intermunicipal de Saneamento Básico, Meio Ambiente, Atenção à Sanidade dos Produtos de Origem Agropecuária e Segurança Alimentar da Serra Catarinense (Cisama), Renato Nunes de Oliveira vistoriou na manhã desta sexta-feira, os 18 veículos que serão repassados aos municípios no dia 10 de agosto, na solenidade de aniversários de 44 anos da Amures.

 

 


Renatinho que era presidente da associação dos municípios, quando foi constituído o consórcio, disse que não foi por acaso que a região está consolidando este grande feito. E observou que os veículos e os escritórios estruturados para implantar o Sistema Único de Atenção à Agropecuária (Suasa), são apenas os meios para que a região tenha um selo de identidade e origem

 

 

 

. Em breve será pleiteado o selo do Sistema Brasileiro de Inspeção de Produtos de Origem Animal (SISBI), que padroniza e harmoniza os procedimentos de inspeção de produtos de origem animal para garantir a inocuidade e segurança alimentar.

 

 


“Começamos neste momento a instrumentalizar e dar condições para que as agroindústrias familiares saiam da clandestinidade e possam levar seus produtos para as gôndolas dos supermercados. Este projeto é inédito em Santa Catarina e modelo para outras regiões do Pais”, declarou Renatinho acrescentando que os resultados hoje obtidos são fruto de um trabalho de continuidade e seriedade dos prefeitos.

 

 

 

Cisama. O programa do Suasa possibilitará criar uma identidade regional dos produtos da agroindústria familiar. Além dos veículos modelo Gol, zero quilômetro, 18 escritórios equipados serão repassados para dar suporte técnico e orientação às agroindústrias familiares. O investimento total na compra dos veículos e escritórios chega a R$ 529 mil, sendo R$ 331 mil do Ministério do Desenvolvimento Agrário e R$ 198 mil contrapartida das prefeituras.

 

 


Dentre os equipamentos de escritórios constam laptop, projetor, impressora, mesa, cadeira e smartphone. Além de buscar a sanidade agropecuária dos produtos das agroindústrias familiares, o Suasa tem como meta consolidar uma proposta de permanência do homem no campo, com renda e qualidade de vida. E para tanto será criada uma marca regional dos produtos da Serra Catarinense denominada “Sabor Serrano”.

 

 


Hoje mais de 90 agroindústrias familiares estão cadastradas para ser assistidas pelo Suasa. São produtores de derivados de carnes, panificação, doces, frutas, derivados de leite como iogurte e hortigranjeiros em geral. Até pinhão manipulado poderá ter o selo de inspeção e ser comercializado livremente em toda região.

 

 

Foto: Onéris Lopes/ Divulgação



< Voltar
Compartilhar: