Serra Catarinense. Sábado, 18 de Novembro de 2017
Anuncie Classificados Correio Lageano
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

:: Negócios > Notícias

Santa Catarina avança na produção de alho e tem safra de 20,2 mil toneladas

Texto:


Santa Catarina avança na produção de alho e tem safra de 20,2 mil toneladas Clique para ampliar

Santa Catarina, 14/07/2017, Secom SC
 

Produtores catarinenses colhem em média 10 toneladas de alho por hectare na safra 2016/17. O aumento na produtividade levou a uma safra 63,2% maior este ano, mesmo com a redução da área plantada. Ao todo, na safra 2016/17 os agricultores colheram 20,2 mil toneladas do produto, com expectativa de crescimento para próxima safra. Os números são divulgados pelo Centro de Socioeconomia e Planejamento Agrícola (Cepa/Epagri) no Boletim Agropecuário deste mês.

 

Na safra de alho já encerrada, a área plantada foi reduzida em 10,4%, ficando com 1.952 hectares destinados ao cultivo. Com o rendimento espetacular da colheita, 82,3% superior à safra 2015/16, a queda na área plantada não teve impactos na produção. Isso é resultado da adoção de novas tecnologias, cultivares e manejo da cultura.

 

Para a próxima safra, as expectativas são de um novo crescimento na colheita, principalmente pelo aumento na área plantada. Com os preços compensadores do alho na safra anterior e a boa produtividade alcançada, os produtores tendem a voltar a investir nessa cultura. Para a safra 2017/18, o Cepa/Epagri projeta uma produção de 25 mil toneladas de alho em 2.415 hectares.

 

O secretário de Estado da Agricultura e da Pesca, Moacir Sopelsa, destaca o bom desempenho da agricultura nesta safra. “Tivemos uma safra extraordinária em vários produtos como soja, alho, cebola e arroz. Esse é um diferencial de Santa Catarina, um estado pequeno, com agricultores dedicados, que sempre buscam tecnologias para produzir mais e melhor. Esse é o grande segredo do nosso agronegócio”.

 

As principais regiões produtoras de alho no estado são Curitibanos e Joaçaba, que tiveram uma produção estimada de, respectivamente, 15 mil toneladas e 5 mil toneladas na safra 2015/16 e esperam um avanço na produção para a próxima safra. As estimativas do Cepa/Epagri são de que em 2017/18, a produção aumente 27% em Curitibanos e 14% em Joaçaba, chegando a 19,1 mil toneladas e 5,9 mil toneladas colhidas.

 

Para manter a competitividade do alho produzido em Santa Catarina, o Governo do Estado anunciou a redução do ICMS para a comercialização do produto. A alíquota de 12% passa para 1,2% no período de 1ª de abril a 31 de dezembro de 2017. A redução é de 90% na base de cálculo de alho nobre roxo nacional in natura produzido no estado.

 

 

Foto: Marco Lucini/Epagri/Divulgação

Assine o CL Online


< Voltar
Compartilhar: