Serra Catarinense. Sábado, 24 de Junho de 2017
Celinho Casas do Araucária
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

Participe da Revista Essencial Corrreio Lageano

:: 06/03/2016 | Serra Catarinense

Projeto Imagine leva ciência para alunos da Coxilha Rica

Projeto Imagine leva ciência para alunos da Coxilha Rica

Texto:

Lages/ Coxilha Rica, 07/03/2016, Correio Lageano, por Camila Paes

 

 

 

O Projeto Imagine, desenvolvido pela Universidade Federal do Estado de Santa Catarina (UFSC), que desenvolve atividades científicas em cinco países da América Latina e África, atua na Coxilha Rica há três anos, em parceria com a secretaria de Educação de Lages. A proposta é discutir temas importantes, mas que não fazem parte do currículo escolar.

 

 

 


O projeto procura ampliar, por meio de atividades práticas, lúdicas e multidisciplinares, o acesso ao conhecimento para jovens de comunidades rurais e indígenas. Desde 2013 o grupo realiza os módulos com os alunos do ensino médio da Escola Itinerante Maria Alice Wolff Souza, na Fazenda do Baú, na Coxilha Rica, escolhida por possuir as vivências do campo. 

 

 

 


Terceira Visita

 

Neste ano, as aulas foram preparadas por estudantes e professores da pós-graduação em Farmacologia da UFSC e tem como temática “Remédios: Como se sabe se fazem bem?”.

 

 


Para Marilza Gobetti, Diretora de Ensino da secretaria de Educação, “O projeto Imagine incute nos alunos o desejo de aprender, despertando a curiosidade e torna-os mais críticos contribuindo com mais eficiência para a aprendizagem”. 
Expansão| Ela destaca também que foi solicitado a equipe do projeto, que ele seja expandido para os outros seis núcleos da escola itinerante, para abranger um número maior de alunos. 

 

 


 A equipe passou uma semana junto com os alunos da Escola Itinerante, foram quatro dias de estudos que chegaram a conclusão final, que explica que é preciso conhecer os medicamentos antes de usá-los. 

 

 


O projeto também oferece oficinas de estudos para alunos da Angola, Marrocos, México, e Peru, levando conhecimento para estudantes das áreas mais remotas desses países. 

 

Quer vender? Aqui tem + Classificados. Anuncie grátis!

 

Foto: Divulgação

    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários