Serra Catarinense. Sábado, 23 de Julho de 2016
Anuncie Classificados Correio Lageano
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

Guia Turístico Serra Catarinense 2016

:: 30/07/2012 | Saúde

Hepatite: doença silenciosa, porém fatal

Texto:

Lages, 31/07/2012, CorreioLageano, por Silviane Mannrich

 

 


A doença pode se manifestar depois de vários anos e muitas pessoas podem estar infectadas, mas nem imaginam.

 

 

 


A Hepatite é uma doença silenciosa que se não tratada prejudica o funcionamento do fígado e pode até levar à morte. Um levantamento divulgado este mês, pelo Ministério da Saúde, indica que cerca de 33 mil novos casos da doença são notificados a cada ano no Brasil.O maior  número de infecções nos últimos 14 anos é por hepatite B, totalizando 120 mil casos entre 1999 e 2011.

 

 


Na Serra Catarinense, desde 2007, já foram diagnosticados 227 casos de Hepatites Virais, B e C. Este ano, somente em Lages, já existem 30 novos casos, destes, 15 estão fazendo o tratamento por meio do medicamento interferon e 15 estão em tratamento ambulatorial. “O número é considerado grande, já que estamos ainda na metade do ano. Muitas pessoas nem sabem que tem a doença, por isso, é importante fazer o exame, uma vez ao ano, juntamente com os exames de rotina”, explica a coordenadora do Programa das Hepatites Virais da Secretaria da Saúde, Graziele Oliveira.

 

 


Ela alerta, também, para que as pessoas que frequentam os salões de beleza tenham o seu próprio kit de manicure. “Muitas pessoas não dão importância para este cuidado, mas é essencial, cada pessoa deve ter, desde o palito, a lixa até o alicate, tudo deve ser individual”, salienta Graziele.

 

 


O exame e o tratamento para as Hepatites Virais estão disponíveis na rede do SUS. Em Lages, as pessoas devem procurar a Vigilância Epidemiológica. Contra a Hepatite B existe vacina, que está disponível nas unidades de saúde. Já contra a Hepatite C não existe vacina.

 

 


Como se prevenir

 

Hepatite A

Hábitos de higiene como: lavar as mãos após usar o banheiro, quando for preparar alimentos e antes de se alimentar;


Lavar bem os alimentos crus (frutas, verduras e legumes) e deixar mergulhados por 30 minutos em uma solução preparada com duas gotas de hipoclorito de sódio a 2,5%, diluída em um litro de água tratada;


Cozinhar muito bem mariscos e outros frutos do mar;


A vacina contra Hepatite A é indicada para portadores crônicos de Hepatites B e C, menores de 13 anos com HIV/AIDS e outros casos, conforme orientação do Ministério da Saúde.

 

 


Hepatite B e C

 

Vacinar contra Hepatite B menores de 29 anos e grupos vulneráveis;


Não compartilhar objetos como escovas de dentes, lâminas de barbear ou para depilar;


No caso de usuário de drogas, não compartiplhar: seringas, agulhas, cachimbos e canudos de inalação;


Assegurar-se de que os materiais usados para fazer tatuagens e piercings sejam totalmente descartáveis;


Utilizar material de manicure individual e esterilizado;
É indispensável o uso de preservativo em todas as relações sexuais.

 


SUS vai distribuir dois novos remédios contra Hepatite C

 

 

Dois novos medicamentos contra a Hepatite C, o telaprevir e o boceprevir, serão incluídos no Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o Ministério da Saúde, os remédios (inibidores da enzima protease) são considerados mais modernos e eficazes e devem beneficiar cerca de 5,5 mil pacientes com cirrose e fibrose avançada.

 

 


Assim que a incorporação dos remédios for publicada no Diário Oficial da União, a rede pública terá prazo de 180 dias para iniciar a distribuição aos pacientes. A previsão é que os remédios estejam disponíveis no SUS no início de 2013.

 



Gestantes

 


A gestante portadora do vírus da Hepatite B pode transmitir para o seu bebê, por isso, a importância do teste de Hepatite e vacinação durante a gestação. Todo recém-nascido deve tomar a primeira dose da vacina contra a Hepatite B nas primeiras 12 horas após o nascimento.

 

 


Principais Sintomas

 

• Cansaço
• Dor abdominal
• Fezes claras
• Pele e olhos amarelados
• Febre
• Tontura
• Enjoo ou vômitos
• Urina escura

 

 

 


Fotos: Divulgação

    • Hepatite: doença silenciosa, porém fatal
    • Hepatite: doença silenciosa, porém fatal
    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários