Serra Catarinense. Quarta-feira, 23 de Julho de 2014
CL+
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central de Vendas Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

:: 30/07/2012 | Saúde

Hepatite: doença silenciosa, porém fatal

Texto:

Lages, 31/07/2012, CorreioLageano, por Silviane Mannrich

 

 


A doença pode se manifestar depois de vários anos e muitas pessoas podem estar infectadas, mas nem imaginam.

 

 

 


A Hepatite é uma doença silenciosa que se não tratada prejudica o funcionamento do fígado e pode até levar à morte. Um levantamento divulgado este mês, pelo Ministério da Saúde, indica que cerca de 33 mil novos casos da doença são notificados a cada ano no Brasil.O maior  número de infecções nos últimos 14 anos é por hepatite B, totalizando 120 mil casos entre 1999 e 2011.

 

 


Na Serra Catarinense, desde 2007, já foram diagnosticados 227 casos de Hepatites Virais, B e C. Este ano, somente em Lages, já existem 30 novos casos, destes, 15 estão fazendo o tratamento por meio do medicamento interferon e 15 estão em tratamento ambulatorial. “O número é considerado grande, já que estamos ainda na metade do ano. Muitas pessoas nem sabem que tem a doença, por isso, é importante fazer o exame, uma vez ao ano, juntamente com os exames de rotina”, explica a coordenadora do Programa das Hepatites Virais da Secretaria da Saúde, Graziele Oliveira.

 

 


Ela alerta, também, para que as pessoas que frequentam os salões de beleza tenham o seu próprio kit de manicure. “Muitas pessoas não dão importância para este cuidado, mas é essencial, cada pessoa deve ter, desde o palito, a lixa até o alicate, tudo deve ser individual”, salienta Graziele.

 

 


O exame e o tratamento para as Hepatites Virais estão disponíveis na rede do SUS. Em Lages, as pessoas devem procurar a Vigilância Epidemiológica. Contra a Hepatite B existe vacina, que está disponível nas unidades de saúde. Já contra a Hepatite C não existe vacina.

 

 


Como se prevenir

 

Hepatite A

Hábitos de higiene como: lavar as mãos após usar o banheiro, quando for preparar alimentos e antes de se alimentar;


Lavar bem os alimentos crus (frutas, verduras e legumes) e deixar mergulhados por 30 minutos em uma solução preparada com duas gotas de hipoclorito de sódio a 2,5%, diluída em um litro de água tratada;


Cozinhar muito bem mariscos e outros frutos do mar;


A vacina contra Hepatite A é indicada para portadores crônicos de Hepatites B e C, menores de 13 anos com HIV/AIDS e outros casos, conforme orientação do Ministério da Saúde.

 

 


Hepatite B e C

 

Vacinar contra Hepatite B menores de 29 anos e grupos vulneráveis;


Não compartilhar objetos como escovas de dentes, lâminas de barbear ou para depilar;


No caso de usuário de drogas, não compartiplhar: seringas, agulhas, cachimbos e canudos de inalação;


Assegurar-se de que os materiais usados para fazer tatuagens e piercings sejam totalmente descartáveis;


Utilizar material de manicure individual e esterilizado;
É indispensável o uso de preservativo em todas as relações sexuais.

 


SUS vai distribuir dois novos remédios contra Hepatite C

 

 

Dois novos medicamentos contra a Hepatite C, o telaprevir e o boceprevir, serão incluídos no Sistema Único de Saúde (SUS). De acordo com o Ministério da Saúde, os remédios (inibidores da enzima protease) são considerados mais modernos e eficazes e devem beneficiar cerca de 5,5 mil pacientes com cirrose e fibrose avançada.

 

 


Assim que a incorporação dos remédios for publicada no Diário Oficial da União, a rede pública terá prazo de 180 dias para iniciar a distribuição aos pacientes. A previsão é que os remédios estejam disponíveis no SUS no início de 2013.

 



Gestantes

 


A gestante portadora do vírus da Hepatite B pode transmitir para o seu bebê, por isso, a importância do teste de Hepatite e vacinação durante a gestação. Todo recém-nascido deve tomar a primeira dose da vacina contra a Hepatite B nas primeiras 12 horas após o nascimento.

 

 


Principais Sintomas

 

• Cansaço
• Dor abdominal
• Fezes claras
• Pele e olhos amarelados
• Febre
• Tontura
• Enjoo ou vômitos
• Urina escura

 

 

 


Fotos: Divulgação

  • Hepatite: doença silenciosa, porém fatal
  • Hepatite: doença silenciosa, porém fatal

Comentários

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha. Caso não tenha cadastro, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

  • (*) Campos obrigatórios.

Últimos Comentários