Serra Catarinense. Segunda-feira, 02 de Maio de 2016
Anuncie Classificados Correio Lageano Festa do Pinhão 2016
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

Mídia Kit diversar formas de anunciar

:: 17/05/2012 | Polícia

Foragido da Justiça preso em Lages

Foragido da Justiça preso em Lages

Texto:

Lages, 18/05/2012, Correio Lageano, por  Onéris Lopes

 

 

 


Foragido da Justiça, o apresentador de comercial de televisão Carlos Roberto Faleiro Silva, 42 anos, foi preso na manhã desta quinta-feira (17) pela Polícia Civil de Lages. Ele tem condenação de quase 20 anos, por roubo a banco em Cuiabá, no Mato Grosso.

 

 


Carlos Silva morava em Lages há cerca de oito meses e sua condenação é por formação de quadrilha, tentativa de latrocínio e roubo a banco. Em 2005 ele participou como motorista num roubo em que levaram R$ 159 mil de uma agência da Caixa Econômica Federal (CEF).

 

 


Em Lages, Carlos Silva trabalhava em programas de videoshop em TV e Rádio. Ele é considerado de alta periculosidade e segundo apurou a Polícia Civil, tem pelo menos 15 passagens por estelionato no Rio Grande do Sul. Carlos Silva é natural de Dom Pedrito (RS) e sua prisão aconteceu depois que a Polícia de Paraíso do Tocantins (TO), avisou o delegado de polícia de Lages. Ele foi localizado graças aos recursos de busca da internet.

 

 


Em 4 de junho de 2005, no bairro Boa Esperança, uma quadrilha formada por nove homens, entre eles Carlos Silva roubou os malotes da empresa Brinks que chegavam de carro-forte, escoltados por seguranças, à agência da Caixa Econômica Federal.

 

 


Era o pagamento dos salários dos servidores da Universidade Federal do Mato Grosso. Quatro ladrões estavam dentro da agência e fingiam usar caixas de autoatendimento. Quando os seguranças desceram do carro-forte e começaram descarregar os malotes foram surpreendidos pelos ladrões.

 

 


Os seguranças, armados com escopetas, reagiram e trocaram tiros com a quadrilha. Uma cliente da agência foi ferida na perna. Também foram baleados dois seguranças e um dos ladrões. Morreu na troca de tiros Carlos Mário Márcio da Silva, na época com 21 anos, integrante do bando de Carlos Silva.

 

 


As investigações apuraram que o grupo foi chefiado por Fausto Fernandes Durgo Filho, conhecido por “Faustão”. Ele foi condenado a 21 anos de prisão por organizar e orientar o roubo de dentro da Penitenciária Regional de Pascoal Ramos, através de telefone celular. Carlos Roberto Faleiro da Silva foi condenado a 19 anos e oito meses de prisão, em regime fechado.

 

 


Segundo noticiado na época da emissão das sentenças pelo judiciário, cada ladrão teria ficado com aproximadamente R$ 10 mil. No entanto, logo depois de ser preso, Carlos Silva alegou não ter ficado com nada. Ele afirma que era usuário de drogas e aceitou o convite para ser motorista da quadrilha no roubo do banco. Segundo a Polícia Civil, ele nos interrogatórios não omitiu informações. O mais provável é que Carlos Silva seja transferido para o Mato Grosso.



Leia mais sobre o assunto

 

 

Executivo de agência de comerciais para TV em Lages é foragido por tentativa de latrocínio contra a Caixa Econômica

 

 

 

Dois suspeitos de participar do roubo estão foragidos

 


Justiça condena oito assaltantes da Caixa

 

 

 


Clique aqui e conheça o Classificados CLMais

 


Foto: Thomas Michel

    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários