Serra Catarinense. Quarta-feira, 26 de Novembro de 2014
Anuário Lages em Desenvolvimento 2014 | 2015
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central de Vendas Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

Facebook CLMais | Correio Lageano

:: 10/05/2012 | Serra Catarinense

Moradores temem ter que deixar suas casas

Moradores temem ter que deixar suas casas

Texto:

Lages, 11/05/2012, Correio Lageano


 

Os moradores do bairro Santa Catarina, que vivem em uma área verde, próximo ao acesso sul, estão preocupados, pois não sabem se terão que sair de suas casas. Com as obras de revitalização do local, tiveram a informação de que algumas casas seriam desapropriadas. “Queremos saber se teremos que desocupar nossas casas e se seremos indenizados”, afirmou Klênio Orlandi, que vive com a família no local desde 2001.

 

 


Giovane Macedo de Liz, foi um dos primeiros moradores do local. Ele vive há 12 anos no bairro. “Quando viemos morar aqui o presidente do bairro na época conseguiu autorização da prefeitura para ligar a luz e a água. Eu fiz o pepido para ter a escritura, mas só posso ter depois que completar 14 anos vivendo neste local. O nosso medo é que as obras afetem as nossas casas”, explicou o morador.

 

 


A aposentada Ilse Delfes também foi uma das primeiras moradoras do local e teme ter que deixar sua moradia. “Não temos conclusão de nada, cada um diz uma coisa. Eu quero melhorar a frente da minha casa, mas estou com receio de investir e depois perder tudo, estou com o dinheiro guardado esperando uma definição”, comentou Ilse.

 


De acordo com o diretor da Secretaria de Obras, Gastão Pericles Lopes Karsten, as residências não serão atingidas. Ninguém precisará sair de suas casas. “Pegamos o projeto e fomos in loco fazer a topografia e nenhuma casa será atingida, apenas vamos remover um barracão antigo e alguns pinheiros, as casas podem ficar mais próximas da calçadas, mas nenhuma família será depropriada”, garantiu Gastão.

 

 


Foto:Silviane Mannrich

Comentários

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha. Caso não tenha cadastro, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

  • (*) Campos obrigatórios.

Últimos Comentários