Serra Catarinense. Quinta-feira, 24 de Abril de 2014
CL+
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central de Vendas Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

:: 11/04/2012 | Educação

Acadêmicos da Uniplac reclamam do atraso nas bolsas de estudos

Acadêmicos da Uniplac reclamam do atraso nas bolsas de estudos

Texto:

Lages, 12/04/2012, Correio Lageano

 

 

 

 

A Universidade do Planalto Catarinense (Uniplac) possui atualmente 4.203 alunos em cursos de graduação, 35% destes estudantes pediram bolsas de estudos. São dadas várias chances para entrega de documentos das bolsas, isso tem atrasado o processo e gerado algumas reclamações por parte dos acadêmicos. Desde 20 de dezembro de 2011, foram abertos os editais para os alunos da Uniplac se inscreverem nas três bolsas de estudo que a instituição oferece.

 

 

 


Alguns alunos reclamam da demora para a entrega das bolsas, porém as matrículas foram até 29 de fevereiro, e antes deste prazo, as inscrições para bolsas não foram encerradas para dar oportunidade a todos os alunos. “Isto atrasa o processo, mas imagina se não déssemos oportunidade para todos”. A gerente do Serviço de Atendimento ao Estudante, (SAE), Daniele Pereira, afirma que 99% dos alunos que entregam a documentação incompleta. “Eles não leem todo o edital. Se fôssemos dar uma única chance para entregar os documentos, não teríamos 10% de bolsistas na universidade”, ressalta.

 

 

 


O processo de cadastramento para bolsa começa quando o acadêmico, pelo site da Uniplac, marca um horário e dia para entregar a documentação. Depois disso, o aluno tem dois dias úteis para entregar alguma documentação que está faltando. “Muitos esquecem ou não entregam”. O SAE depois desta fase divulga um resultado preliminar com os deferidos e indeferidos. “Damos um prazo de dois dias para o aluno pode correr atrás do que está faltando novamente. Com o feriado de Páscoa, prorrogamos o prazo”.

 

 


São oferecidas três bolsas de estudo na universidade, duas com recursos estaduais, o artigo 170 e 171; e a bolsa cidadã com recursos da Uniplac. Para ser bolsista, não pode ter nenhuma graduação, e o salário per capita da família, não pode ultrapassar R$ 1.244,00.
Neste ano, o aluno se cadastra uma única vez para concorrer duas bolsas, a 170 e 171. Caso não consiga, ainda pode tentar a bolsa cidadã, onde são dadas as mesmas chances de entrega de documentos que faltam, oferecidas na bolsa do artigo 170 e 171.

 

 

 


O percentual ganho de bolsa depende da renda do aluno, podendo chegar até 80%. Mesmo com o resultado saindo no final de abril, a universidade dá a bolsa retroativa dos meses anteriores. O SAE recebeu 1.488 pedidos de bolsa neste semestre, destes 1.073 foram indeferidos, e 415 foram aceitos. Sendo que dentre os cursos de graduação, (pós-graduação e mestrado não há possibilidade de bolsa), há atualmente 4.203 acadêmicos. Daniele conta que para o semestre que vem, o edital será revisto. “São dadas muitas chances e eles não agem com responsabilidade. Vamos diminuir a quantidade de prazos”.

 

 

 


Foto: Susana Küster

Comentários

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha. Caso não tenha cadastro, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

  • (*) Campos obrigatórios.

Últimos Comentários