Serra Catarinense. Quinta-feira, 27 de Novembro de 2014
Anuário Lages em Desenvolvimento 2014 | 2015
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central de Vendas Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

Facebook CLMais | Correio Lageano

:: 28/11/2011 | Esportes

Derrota em confronto direto não intimida, e Inter segue confiante na vaga

Texto:

Porto Alegre, 28/11/2011, ESPN

 

 

O confronto diante do Flamengo neste domingo era visto pelos jogadores do Inter como uma verdadeira final que poderia garantir a conquista de uma vaga na próxima edição da Copa Libertadores. E nem a derrota em Macaé parece ter abalado os jogadores do Colorado, que mantêm a confiança intacta.

 

 

A perda de duas posições na tabela de classificação fez o clube sair do G-5 a apenas uma rodada do fim do Campeonato Brasileiro, mas não desestimulou ao grupo que, representado pelo zagueiro Bolívar e pelo técnico Dorival Júnior, prometeu força total para vencer o clássico diante do Grêmio no Beira-Rio.

 

 

De acordo com o pensamento do comandante do Inter, o fato de o Flamengo ter o Vasco pela frente pode complicar o caminho dos adversários, ainda postulantes à vaga na competição continental: "Pelo que jogamos e criamos, ficou o sentimento de frustração por não ter vencido o Flamengo, mas não tem nada perdido. Aguardamos uma combinação de resultados no final, pois estamos em sexto só com o Coritiba e o Flamengo à frente".

 

 

Dorival já tem a receita para o Gre-Nal do próximo domingo, às 17 horas (de Brasília), mesmo que o Tricolor Gaúcho já não tenha qualquer pretensão no Brasileiro: "Nossa situação pode ser revertida, acho que só temos que nos preocupar com o nosso lado. Os outros resultados ficamos na expectativa, mas agora é concentração nesse clássico difícil".

 

 

Para Bolívar, que já faz questão de pedir o Beira-Rio lotado, a confiança está ainda mais fortalecida: "Tem a última rodada ainda, o pessoal fala como se já tivesse acabado. Vamos tentar fazer o nosso papel, colocando em prática no domingo, mas torcer por tropeços dos rivais, que também estão com essa necessidade de vencer. A gente sabe das dificuldades, mas tem tudo para dar certo se a torcida lotar o Beira-Rio e ficar do nosso lado".

 

 

O defensor será julgado no final da tarde desta segunda-feira pelo Superior Tribunal de Justiça Desportiva (STJD) em virtude do lance em que causou o rompimento total do ligamento cruzado anterior do joelho esquerdo do lateral Dodô, do Bahia, que será submetido a uma cirurgia e ficará cerca de seis meses sem condições de jogo.

 

 

Como a pena varia de uma a seis partidas e ainda pode contar com o agravante de ter paralisado a carreira de Dodô por seis meses, é provável que Bolívar fique fora do Gre-Nal e dê espaço para o experiente Índio, já preparado para a batalha: "Eu vou torcer para que nada aconteça com o Bolívar, que ele não seja suspenso por esse tempo todo, porque não houve intenção de machucar o Dodô. Se der errado, eu estou pronto para ajudar o Rodrigo Moledo na zaga".

Comentários

Para comentar essa notícia entre com seu e-mail e senha. Caso não tenha cadastro, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

  • (*) Campos obrigatórios.

Últimos Comentários