Serra Catarinense. Sábado, 21 de Outubro de 2017
Anuncie Classificados Correio Lageano
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

:: 09/10/2017 | Brasil

Golpe do '14º salário' no WhatsApp já fez mais de 320 mil vítimas

Golpe do

Texto:

Brasil, 09/10/2017, Portal Brasil

 

 

Após a descoberta de um golpe disseminado pelo Whatsapp, a Caixa reforçou, nesta segunda-feira (9), que não distribui informações pelo aplicativo de mensagens. De acordo com a instituição, orientações de segurança estão publicadas em seu portal da internet e em suas agências com o objetivo de alertar clientes quanto a golpes, seja por e-mails spam, sites falsos ou por telefone.

 

 

Caso você receba mensagens sugerindo prêmio ou pagamentos, verifique antes de clicar no link, pode ser uma tentativa de fraude. A instituição explica ainda que, em casos de dúvidas, os clientes têm a sua disposição os canais de atendimento ao cliente Caixa, como SAC/Ouvidoria, 0800 ou qualquer uma de suas agências.

 

 

Falso pagamento de 14º Salário

Mais de 350 mil brasileiros teriam caído em um golpe por WhatsApp que anuncia a liberação de um 14º salário a ser pago pela Caixa Econômica Federal. Esse pagamento não existe. O objetivo dos criminosos é infectar telefones para que eles possam aplicar, mais tarde, golpes financeiros.

 

 

A fraude ocorre quando a pessoa recebe um link por WhatsApp que diz que para sacar um suposto 14º salário, é necessário que ela compartilhe o link com dez amigos ou dez grupos de conversa via WhatsApp. No meio desse golpe, o usuário autoriza o envio de notificações para o celular.

 

 

Ele funciona assim: o golpe diz que quem já trabalhou com carteira assinada pode conferir se tem o direito a receber, por meio da Caixa Econômica Federal, o equivalente a um salário mínimo. Para fazer a consulta, a vítima precisa acessar um link e responder a algumas perguntas. Ao clicar no link, o telefone é automaticamente infectado.

 

 

Cuidado com armadilhas

Segundo a empresa de segurança PSafe, em testes realizados com telefones infectados, algumas horas após o início do golpe, o criminoso envia uma outra armadilha, via notificação direta para o celular das vítimas. “Para não cair em armadilhas na internet, como em golpe no WhatsApp, é importante que você desconfie de qualquer tipo de promessa exagerada que chega por mensagens, checando sempre se é algo real”, sugeriu a PSafe.

 

Foto: Divulgação

    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários