Serra Catarinense. Sábado, 24 de Junho de 2017
Celinho Casas do Araucária
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

Mídia Kit diversar formas de anunciar

:: 18/06/2017 | Polícia

Mulher coloca fogo na casa ao tentar espantar baratas

Mulher coloca fogo na casa ao tentar espantar baratas

Texto:

Lages, 19/06/2017, Correio Lageano, por Bega Godóy

 

Casa de alvenaria ficou destruída. Dona Maria das Neves perdeu móveis, roupas e documentos

 

 

Maria das Neves, de 48 anos, cismou que na casa haviam baratas e para espantá-las, queimou papel higiênico. O problema é que ela é deficiente visual, mora sozinha e não imaginou que o fogo se espalharia. O sinistro começou no quarto e se alastrou rapidamente, tomando as três peças da casa. 

 


O imóvel de alvenaria tem 35 metros quadrados e não pertence à Maria. Os bombeiros foram acionados e controlaram o fogo que começou no fim da tarde de ontem. 

 

A residência é a penúltima da Rua José Maria Ribas, no Bairro Pró Morar e no pátio funciona uma oficina, e por sorte nenhum carro foi atingido. 


Dona Maria foi acolhida pela família do irmão, que mora ao lado e espera que um dos quatro filhos que moram em Florianópolis venha buscá-la. “Fiquei viúva há mais de um ano e eles me mandaram para vir morar aqui na casa de um dos tios, mas agora fiquei com medo de ficar sozinha”, diz a mulher que conta com uma cunhada, a dona Helena que lhe dá uma mãozinha quando pode. 

 


“Precisei cuidar da minha mãe que é idosa e mora no Santa Catarina, por isso deixei ela e olha o que aconteceu. Os filhos têm que ajudar. Eu também sou doente”, argumenta dona Helena.  


Quem quiser ajudar a dona Maria pode ligar para a cunhada no celular 99962- 5951

 


Perigo_ O drama de dona Maria, que teve sua casa destruída, por queimar um papel, amplia as estatística de incêndios em residências em Lages. Segundo o Corpo de Bombeiros, no inverno, o risco de incêndios domésticos é maior. Fogões a lenha, sobrecarga elétrica, uso de aquecedores e lareira estão entre os principais fatores que provocam os sinistros.

 

De acordo com os bombeiros, os índices de incêndios aumentam nos meses de abril e maio. Esses meses coincidem com a chegada do frio, um convite para as pessoas começarem a usar fogões ou outro meio para se aquecerem dentro de casa.

 


Números_ Dados indicam que, de janeiro a 15 de maio deste ano, foram registrados 35 incêndios em Lages, curiosamente a mesma quantidade contabilizada no mesmo período do ano passado. Do total, 14 aconteceram em residências, quatro em silos ou estufas de empresas e oito foram apenas princípios de incêndio.

 


Dicas_ A prevenção, segundo o Corpo de Bombeiros, é o melhor remédio para evitar incêndios. No fogão a lenha, recomenda­se que o morador verifique as condições do cano, não deixando este em contato com superfícies de madeira.

 

Recomenda-­se, também, que as pessoas não deixem nenhum tapete no chão em frente ao fogão. Estes objetos, quando em contato com o fogo, representam um grande perigo, porque têm grande poder de combustão.

 

Quer vender? Aqui tem + Classificados. Anuncie grátis!

 

Foto: Bega Godóy

 

    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários