Serra Catarinense. Sábado, 18 de Novembro de 2017
Anuncie Classificados Correio Lageano
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

:: 19/05/2017 | Polícia

Vítima de acidente voltava de férias

Vítima de acidente voltava de férias

Texto:

Painel, 20 e 21/05/2017, Correio Lageano, por Adecir Morais

 

O acidente aconteceu quando a vítima retornava de um passeio para casa. Ela trabalhava no Hospital Sagrado Coração de Jesus, em São Joaquim



Um acidente de trânsito na madrugada de sexta-feira (19), na SC-114, no município de Painel, tirou a vida da técnica em enfermagem Rosa Aparecida de Lima Gomes, de 50 anos. Ela estava em um automóvel HB20, placas MMA-0548, que saiu da pista e capotou, no km 265 da rodovia. Outros dois ocupantes do veículo ficaram feridos.
Segundo a Polícia Militar Rodoviária (PMRv), o acidente ocorreu por volta da 0h45.

 

O veículo seguia sentido Lages-São Joaquim. O acidente, cujas causas ainda são desconhecidas, aconteceu a cerca de 10 quilômetros da ponte do rio Lava Tudo. A vítima morava no Bairro Jardim Bandeira, em São Joaquim, e estava voltando de um passeio para casa.


O motorista do carro, Danrley da Silva, de 21 anos, sofreu ferimentos e está internado no Hospital Nossa Senhora dos Prazeres, em Lages. No carro estava, ainda, Elias Ribeiro Nunes, que também está hospitalizado.


Quem era_ Rosa trabalhava no Hospital Sagrado Coração de Jesus, em São Joaquim, há 28 anos. Morava sozinha, era viúva e deixou dois filhos. Além de trabalhar no hospital, cuidava de doentes acamados em residências. Na sexta-feira, dia em que morreu, estaria retornando de férias. “Ela era uma pessoa muito querida e amiga, tratava bem a todos os pacientes e amava o que fazia”, comenta Maria Helena Barbosa Rodrigues, telefonista do hospital onde Rosa trabalhava.

 

Emocionada, Maria diz que conhecia a vítima há mais de 30 anos. “Aqui na empresa, éramos uma verdadeira família”.

 

Quer vender? Aqui tem + Classificados. Anuncie grátis!

 

Foto: Arquivo pessoal/Divulgação

    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários