Serra Catarinense. Terça-feira, 17 de Outubro de 2017
Anuncie Classificados Correio Lageano
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

:: 20/03/2017 | Serra Catarinense

Poluição do Salto não é severa, mas pode matar os peixes

Poluição do Salto não é severa, mas pode matar os peixes

Texto:

Lages, 21/03/2017, Correio Lageano

 

A partir de reclamações de que a água do Rio Caveiras, na localidade de Santa Terezinha do Salto, em Lages, estaria contaminada, a Secretaria de Meio Ambiente realizou análises laboratoriais da água para avaliar o grau de poluição. As amostras foram coletadas em três pontos. A verificação é de que há contaminação, porém, a geração da carga de nutrientes não é muito alta. No entanto, o suficiente para a formação de aguapés. Quanto aos coliformes fecais, o foco maior se concentra próximo ao atracadouro de lanchas no mercado.

 

Conforme explica o secretário de Meio Ambiente, Euclides Mecabô, a preocupação com a qualidade da água precisa sempre existir. Tanto que foram colocadas placas alertando sobre possíveis problemas de contaminação. O excesso de aguapés impede a passagem de luz e consequentemente ocorre a oxigenação da água, o que pode matar os peixes no local. O aquecimento dessas plantas está diretamente ligado a uma carga de nutrientes, de matéria orgânica, que pode ser de indústria, esgoto ou agropecuária. É preciso saber quais são as fontes poluidoras. O trabalho de investigação já está ocorrendo.

 

 

Foto: Adecir Morais

    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários