Serra Catarinense. Terça-feira, 17 de Outubro de 2017
Anuncie Classificados Correio Lageano
Instituto José Paschoal Baggio
Anuncie Essencial Correio Lageano
EM CARTAZ
ÁREA DO ASSINANTE

Área de acesso restrito aos assinantes do Jornal Correio Lageano:



Esqueci minha senha

Central do Assinante Correio Lageano (49) 3251-8200
Correio Lageano

Redação: 49 3221 3344
redacao@correiolageano.com.br

Comercial: 49 3221 3322
comercial@correiolageano.com.br

:: 15/03/2017 | Polícia

Douglas foi encontrado em Joinville, após cinco dias de buscas

Douglas foi encontrado em Joinville, após cinco dias de buscas

Texto:

Lages, 16/03/2017, Correio Lageano, por Camila Paes

 

Mãe ficou sabendo que o filho foi encontrado na tarde de
terça-feira. Na madrugada de quarta, família foi ao encontro do jovem

 

O jovem Douglas Francioli, 24, foi encontrado no final da tarde de terça-feira, em Joinville, depois de ficar desaparecido por seis dias. A Polícia Militar foi quem entrou em contato com a família para avisar que ele havia sido localizado.

 

Marta Ferreira da Silva, mãe de Douglas, conta que a PM entrou em contato com ela por volta das 18h de terça-feira (14), para informar que estavam com o rapaz, mas que não estava decidido se o jovem seria enviado para Lages ou para o hospital, pois precisava de atendimento médico.

 


Às 19h, informaram que ele estava bem, mas que seria encaminhado para o hospital regional, por estar um pouco desorientado. Após a confirmação que ele havia sido internado, a família se deslocou a Joinville, saindo de Lages por volta das 5h e, devido ao trânsito intenso, demorou para chegar à ala psiquiátrica do Hospital Regional de Joinville, para onde Douglas foi levado. Até o início da noite de ontem, não havia informação se o paciente teria recebido alta.  


Nas redes sociais, o desaparecimento de Douglas causou comoção. Colegas de aula, professores e familiares compartilharam a notícia e comemoraram a informação de que havia sido encontrado.

 


Na última quinta-feira, Douglas não foi localizado no apartamento onde mora com a mãe, no Bairro Universitário, em Lages. É acadêmico da quinta-fase de odontologia, na Universidade do Planalto Catarinense. Na quarta-feira, um dia antes do desaparecimento, a mãe se encontrou com o filho, que afirmou que estava bem, apesar de Marta achar que ele estava um pouco nervoso. Na quinta, foi visto saindo de casa com uma mochila e uma sacola. O celular ficou em cima da cama.

 


A partir daí, Marta passou a procurar pelo filho nos bairros de Lages, principalmente no Habitação, onde foi visto pela última vez. Amigos e familiares espalharam cartazes com o rosto do rapaz nas principais ruas de Lages.

 

Foto: Divulgação

    Assine o CL Online

    Comentários

    Para comentar esta notícia entre com seu e-mail e senha de assinante. Caso não seja assinante, clique aqui. | Esqueci minha senha >>

    • (*) Campos obrigatórios.

    Últimos Comentários